Central de Regulação de Urgências SAMU 192

O SAMU é um serviço de atendimento móvel de urgência que atende pelo número 192 (ligação gratuita). Todas as ligações recebidas são gravadas.

A ligação é atendida na Central de Regulação do SAMU 192 – Regional São José dos Campos, por um TARM – Técnico Auxiliar de Regulação Médica que colhe os dados do solicitante e transfere imediatamente a ligação para o Médico Regulador, que classifica a emergência de acordo com o grau de urgência da ocorrência:

Código Vermelho: É o nível mais alto, ou seja, de prioridade absoluta. Ele pode envolver risco de óbito ou até mesmo perda funcional mais grave.

Código Amarelo: É um tipo de prioridade mais moderada, mas ainda assim de maior gravidade. Geralmente atribuído a maior necessidade de atendimento médico que deve ser feito em poucas horas.

Código Verde: É classificado como sendo de prioridade baixa, ou seja, pode requisitar um atendimento médico, mas não é de forma imediata.

Código Azul: É classificado como sendo de prioridade mínima, portanto, nesse caso o Médico Regulador pode somente providenciar uma orientação para o solicitante da ocorrência.

O Médico Regulador pode definir pelas seguintes condutas, adaptadas a cada caso:

  1. Orientação por telefone sem disparo de ambulância: Quando a situação do paciente pode ser resolvida por telefone, tanto por uma orientação de encaminhamento como outras orientações médicas que se apliquem ao caso;
  2. Envio de ambulância para atendimento no local: De acordo com a gravidade da ocorrência, o médico envia a viatura ao local, podendo ser acionada a USB (Unidade de Suporte Básico) composta por auxiliar ou técnico em enfermagem e condutor socorrista, ou a USA (Unidade de Suporte Avançado) composta por médico, enfermeiro e condutor socorrista. Também pode liberar mais de uma ambulância para uma mesma ocorrência. De todas as formas, somente o Médico Regulador tem autoridade para enviar/liberar ambulâncias SAMU para os atendimentos presenciais.

Dependendo da ocorrência, a Central de Regulação pode acionar apoio da equipe da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Helicóptero Águia da Polícia Militar e Concessionárias de Rodovias da região.

Após o acionamento das unidades pela Central de Regulação, independente da decisão tomada, os profissionais da Central de Regulação acompanharão o atendimento até seu término, apoiando as equipes nas viaturas, podendo utilizar comunicação via rádio, telefone, tablet e sistema de geoposicionamento,  inclusive, quando necessário, realizando contato com as instituições de saúde da região que recepcionarão o paciente socorrido pelo SAMU, para que se preparem  e atendam o paciente da melhor forma, dentro de suas capacidades.

Vale ressaltar, que somente o Médico Regulador define qual o serviço de referência é o mais adequado para o caso socorrido, utilizando a Grade de Referências de Urgências da Rede SUS – Sistema Único de Saúde.

CENTRAL DE REGULAÇÃO SAMU DO ALTO VALE DO PARAÍBA É A ÚNICA DO ESTADO DE SÃO PAULO A ATUAR INTEGRADA E NO MESMO ESPAÇO FÍSICO QUE A POLÍCIA MILITAR E CORPO DE BOMBEIROS

Em 2017, O SAMU do Alto Vale do Paraíba, deu um salto de qualidade no atendimento de urgência na região, pois integrou-se fisicamente a equipe da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, no prédio do CPI 1 – Comando de Policiamento do Interior 1, em São José dos Campos, que passou então, a abrigar no mesmo ambiente as três equipes, que quando necessário, trocam informações e decisões in loco, ganhando tempo e qualidade nos atendimentos prestados por todos os profissionais.

Esse formato é o primeiro no Estado de São Paulo, modelo que visa otimizar a excelência no atendimento à população, e vem registrando ótimas atuações em prol dos usuários.

Font Resize